NotíciasBolsa FamíliaCadastro Único

Aviso para NIS final 0, 1, 3, 4, 2, 5, 6, 7, 8, 2 e 9: valor EXTRA confirmado

Em um mês marcado pela Páscoa, durante março, o Governo Federal anunciou medidas importantes para garantir a segurança alimentar das famílias brasileiras em situação de vulnerabilidade. Além do pagamento regular do Bolsa Família, famílias com NIS final de 1 a 9 receberão auxílios extras e terão acesso à cesta básica em abril de 2024.

O Bolsa Família, programa fundamental no combate à pobreza e à fome no Brasil, atende atualmente a cerca de 14,5 milhões de famílias em situação de extrema pobreza.

Mais do que um simples benefício, o programa representa um direito fundamental para essas famílias, garantindo o acesso à alimentação, saúde, educação e outros serviços essenciais.

benefício extra confirmado para quem recebe bolsa família em abril e não esperava por isso. Veja o final do seu NIS e as datas.
Benefício extra confirmado para quem recebe bolsa família em abril e não esperava por isso. Veja o final do seu NIS e as datas – Foto: bolsadafamilia.com.br

Auxílios Extras: Um Impulso na Renda Familiar

Em abril, as famílias com NIS final de 1 a 9 receberão auxílios extras que variam de R$ 150 a R$ 300. Esses valores adicionais visam fortalecer a renda familiar e amenizar os impactos da crise econômica, especialmente neste período de Páscoa, quando os gastos com alimentação tendem a aumentar.

A cesta básica distribuída pelo programa Bolsa Família garante o acesso a alimentos básicos e nutritivos para as famílias beneficiárias. Essa medida é crucial para combater a fome e a desnutrição, especialmente entre as crianças.

Para ter acesso aos auxílios extras e à cesta básica, as famílias devem estar inscritas no Cadastro Único (CadÚnico) do Governo Federal. A inscrição pode ser feita em unidades do Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) do município onde residem.

Gerenciamento da Cesta Básica: Governos Municipais e Estaduais

É importante destacar que a gestão da distribuição da cesta básica dentro do Bolsa Família não é realizada pelo Governo Federal, mas sim pelos governos municipais e estaduais. Isso significa que os critérios de elegibilidade e a forma de distribuição podem variar de acordo com a localidade.

Veja hoje mesmo:

Regras para Receber a Cesta Básica:

  • Estar inscrito no CadÚnico: A inscrição no CadÚnico é o primeiro passo para ter acesso à cesta básica.
  • Atender aos critérios de elegibilidade: Cada município ou estado define seus próprios critérios de elegibilidade, que geralmente incluem renda familiar baixa e situação de vulnerabilidade social.
  • Manter o cadastro atualizado: O CadÚnico deve estar sempre atualizado com as informações corretas dos membros da família.
  • Apresentar documentação: Documentos como RG, CPF, comprovante de residência e certidão de nascimento podem ser exigidos.
  • Retirar a cesta básica no local indicado: A cesta básica geralmente é retirada em pontos de distribuição indicados pelos governos municipais ou estaduais.

Restrições para o Recebimento da Cesta Básica:

  • Renda mensal acima de três salários mínimos: Famílias com renda mensal superior a três salários mínimos geralmente não têm direito à cesta básica.
  • Recebimento de outros benefícios: Famílias que já recebem outros benefícios do Governo Federal, como seguro-desemprego ou benefícios previdenciários, podem não ter direito à cesta básica.
  • Vínculo ao serviço público: Famílias que possuem membros com vínculo ao serviço público geralmente não têm direito à cesta básica.

Informações Importantes:

  • As datas de pagamento do Bolsa Família e da liberação da cesta básica podem variar de acordo com o município ou estado.
  • É importante consultar os canais oficiais do governo municipal ou estadual para obter informações precisas sobre os critérios de elegibilidade, datas de pagamento e locais de distribuição da cesta básica.
  • Em caso de dúvidas, procure o Centro de Referência em Assistência Social (CRAS) do seu município.

Os auxílios extras e a cesta básica distribuídos pelo Bolsa Família em abril são medidas importantes para garantir a segurança alimentar das famílias brasileiras em situação de vulnerabilidade. Através desses benefícios, o Governo Federal contribui para o combate à pobreza, à fome e à desnutrição, promovendo o bem-estar social das famílias mais necessitadas.

Rodrigo Peronti

Editor do Portal Bolsa da Família. Jornalista, pós-graduado em Semiótica. Atuou em grandes veículos de imprensa do Brasil nos últimos anos.

Artigos relacionados

Botão Voltar ao topo